top of page
Buscar
  • Gaspar Moreno

4 dicas para o plano de parentalidade para autistas

Receber o diagnóstico de autismo, em primeiro momento, pode ser um grande impacto para pais e responsáveis legais da criança. Uma das primeiras coisas que se busca é encontrar o melhor tratamento para garantir o desenvolvimento do portador do espectro autista e a melhor qualidade de vida.


Porém, muitas vezes os pais deixam de pensar em questões secundárias, mas que são tão importantes quanto o tratamento de seus filhos. O plano de parentalidade tem a missão de alinhar e definir essas questões secundárias que vão ajudar no dia a dia dos filhos e na tomada decisões dos pais. Vamos apresentar aqui 4 pontos importantes para refletir e deixar disciplinado no plano de parentalidade:


i) Alinhamento de visitas. Um tema importante para abordar, em especial se os pais forem divorciados, é com relação ao período de convivência com cada genitor e parentes próximos. A regulamentação dessas visitas deve levar em conta a realidade e a dinâmica do filho(a) e ser pensada e introduzida de forma orgânica.


ii) Tratamentos médicos. Outra questão importante de ser alinhada é com relação aos tratamentos médicos e até mesmo aos próprios profissionais médicos que o filho será submetido. É interessante também definir qual hospital deve ser priorizado em caso de emergências.


iii) Definição da escola. Escolher o local onde o filho vai estudar e que atenda suas necessidades é importantíssimo. Porém, por alguma razão, pode ser necessário alguma mudança, nesse caso, é interessante que os pais já deixem definido quais os critérios serão considerados para escolha da instituição de ensino.


iv) Responsável em caso de ausência dos pais. Por fim, pensar em uma pessoa para assumir as responsabilidades em caso de ausência dos pais é um ato de amor que poucas pessoas pensam. Não necessariamente a ausência dos pais se dará pela morte, mas pode ser por uma questão temporária de saúde como uma internação, por exemplo. Em situações assim, ter uma pessoa já designada para assumir os cuidados do filho é crucial. Converse com amigos e familiares próximos que podem contribuir com essa missão.


Além dos pontos acima, o plano de parentalidade pode abordar diversas outras temáticas. Refletir e pensar sobre soluções de forma prévia pode evitar conflitos e problemas no futuro.


Comentarios


bottom of page